Thalion e a falange rubra

rsemente pediu:

Eu vou sugerir algo mais simples: Um Vilão.

Um NPC Com estilo e objetivo, que todos tenham medo, mas que não seja necessáriamnete apelativo (Em termos de poder) em regras. Na verdade não é preciso nem regras caso o NPC seja muito bom, um rei que não luta poderia se redener facilmente aos hérois após descoberta de suas tramoias :P.

O mundo é populado por uma variedade de raças inteligentes, monstros estranhos vindos de outros planos, impérios antigos que deixaram ruínas pela superfície do mundo e assim por diante. Mas, um dos novos conceitos chaves do mundo é simplesmente este: Povos civilizados vivem em pontos de luz isolados dispersos sobre um grande, escuro e perigoso mundo. E nada mais assustador para um ponto de luz que uma força que trabalha ativamente para apagá-lo.

Depois da guerra dos cinqüenta anos a quantidade de cidades em ruínas, vilas fantasma e desabrigados subiu enormemente. O número de monstros também cresceu: vermes de carniça, mortos-vivos de todos os tipos e dezenas de outras feras se refestelaram com a tolice dos povos em guerra. Mesmo a vitória tinha o gosto amargo da derrota para os dois lados da contenda: o que foi conquistado? Todo um reino em ruínas e coberto pelo manto do caos? Antigos e valorosos soldados que passaram todas as suas vidas nos campos de batalha hoje vagueiam sem rumo pelos campos como bandos de mercenários em busca de comida, bebida, diversão e um sentido para suas vidas.

E desses grupos mercenários pelo menos um se destaca. A falange rubra. A simples menção deste nome, dizem, causa má sorte. Sua fama só não é mais hedionda do que a de seu capitão e líder inconteste: Thalion.

Diferente de outros capitães de tropa que ganham alcunhas, Thalion segue sua carreira sem qualquer título além do seu posto militar. Parece que nenhum nome está a altura da aura de pavor que ele carrega. Sua história perdeu-se no tempo e na guerra como a de tantos outros, mas estima-se que ele tenha sido um fazendeiro que se juntou (ou foi ajuntado) aos exércitos do sul. O seu nome começou a ser ouvido a mais ou menos três anos atrás, mais ou menos no fim formal da grande guerra, quando os estados do norte (ou o que sobrou deles) acertaram a rendição com o imperador do oeste.

Bardos falavam de um pequeno, porém brutal, grupo mercenário que não tinha qualquer escrúpulo em angariar soldados, recursos e mantimentos. Não que a falange rubra fosse especial. A brutalidade estava em voga naqueles dias. Mas algo começou a se sobressair daquele capitão que jamais ganhava alcunha. Tudo começou com uma vila perdida perto das montanhas da espada. Dizem que ao aportar ali Thalion estava a busca de soldados, mantimentos e diversões. Como não encontrou nada que o satisfizesse, resolveu levar a todos os habitantes que estivessem em condições como escravos. Os que se recusassem não foram apenas mortos. Foram torturados. Suas peles arrancadas na ponta do facão, olhos e orelhas arrancadas de filhos sendo dadas para serem comidas por pais, toda série de atrocidades. Desde aquele dia, Thalion guarda para si um souvenir de suas andanças: as orelhas da sua primeira vítima em cada lugar.

Criaturas de todo espectro ouviram falar da falange. Muitos tentam entrar em suas fileiras como mercenários. Quanto mais maligno e brutal, mais bem vinda será a fera para compor o exercito. Seus objetivos são bastante claros. Thalion quer a volta da guerra. A única lingauem que ele parece compreender. As táticas de ataque são sempre as mesmas: um bando de viajantes chega à cidade hospeda-se por um par de dias. Depois, munidos com as informações destes espiões o bando ataca. Roubam, matam, estupram, tudo sob o comando de Thalion.

Thalion, Guerreiro 10/Humano: ND 10; Tamanho M (1,90m); DV 10d10+20; hp 99; Iniciativa +8 (+4 Des, +4 Iniciativa Aprimorada); desl. 9m; CA 21; Ataque +17/+12 (Machado de duas mãos, 1d12+8); Jogadas de Proteção Fort +9, Ref +9, Vont +4; AL Leal e Maligno; For 20, Des 18, Con 15, Int 14, Sab 12, Car 18.

Perícias e Talentos: Escalar +18, Ofícios (Armas e Armaduras) +7, Tortura +13, Esconder-se +6, Saltar +18, Ouvir +8, Furtividade +4, Cavalgar +10, Observar +8, Natação +10, Estratégia (militar) +8; Lutar às cegas, Trespassar, Reflexos de Combate, Esquiva, Liderança, Iniciativa Aprimorada, Luta suja, Ataque poderoso, Foco em Arma (Machado de duas mãos).

Habilidade Sobrenatural: Devido a sua fama, todos que encontram Thalion devem fazer um teste de Vontade (CD 25). Se falhar ficará assustado (-1 em testes e rolagens de ataque).

Equipamento: Cota de malha élfica, Machado de duas mão obra Prima, botas, capa, cavalos.

A falange rubra: composta por mercenários. 120 membros.

12 magos

22 rangers (batedores)

65 soldados

11 clérigos

10 ladinos

Raças mais comuns:

Humano 50%

Orc/Meio-orc 20%

Goblin 10%

Elfos, anões, meio-elfos 10%

Outros (inclui pelo menos um ogro guerreiro e uma elfa negra bruxa) 10%.

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. rsemente
    dez 19, 2008 @ 12:06:38

    Bem legal o personagem, daria pra ser colocado em qualquer cenário facil facil. Basta colocar alguem que passou por uma guerra, e agora que mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: