Características do exército humano de fantasia medieval.

 

Como discutimos no artigo passado, continuo agora falando um pouco mais de exércitos humanos. Desta vez vamos incorporar alguns elementos a mais de fantasia e trazer algumas divisões especiais e soldados diferentes dos que foram postados no primeiro artigo.

 

 

O recrutamento

 

Em tempos de paz, o exército era organizado anualmente na primavera (provavelmente no mês de março) e licenciado no outono. Em tempos de guerra, o exército torna-se praticamente permanente, com a possibilidade da incorporação dos novos recrutas, que se fizeram soldados profissionais.

São precisos oito meses de treinamento para que um camponês, ou civil saia pronto para o trabalho militar. Enquanto estão em treinamento eles recebem apenas um quarto de soldo. Em tempos de guerra este treinamento pode ser drasticamente reduzido, mas nunca fica inferior a três meses. Nenhum general iria marchar para o campo de batalha comandando camponeses fantasiados de soldados.

Ao final do treinamento os soldados “menos capacitados” são dispensados enquanto que os mais capacitados são chamados para o exército regular.

Por que alguém se alistaria? É uma fonte de renda segura. Existe também a questão da cidadania que se estende aos filhos do soldado. O tempo de serviço normalmente variava de 10 a 25 anos.

O treinamento coincide com o treinamento de lealdade ao rei, ao reino e as leis que regem o estado. Um veterano prestava o juramento militar e os demais repetiam: Da mesma forma para mim.

Uma curiosidade é que em algumas nações primitivas não havia o soldo. Os soldados traziam as riquezas que pudessem carregar da guerra. Convém lembrar que os militares participavam da presa de guerra e eram regiamente premiados por ocasião do triunfo. Em certas culturas o soldado que se alistava tinha de pagar, inclusive, pelo seu próprio equipamento.

 

 

O Armamento

 

O soldado humano possui um arsenal simples de ser montado e de fácil manutenção. Entre as principais enumeremos:

 

a) Elmo ou galea (um tipo de capacete, a princípio de couro e, posteriormente, de metal);

b) Brunea (couraça de metal e couro que protegia a parte superior do corpo);

c) Escudo de madeira, revestido de pano e couro e, reforçado por uma orla metálica.

d) Espada Longa usada por todos os soldados;

e) Azagaia: um dardo de madeira com ponta de ferro;

f) Lança.

 

Além do armamento individual, os soldados humanos usam, nas operações militares, diversas máquinas, entre as quais vamos citar: o aríete, a torre móvel, a catapulta, a balista que fazem parte do complexo arsenal utilizado nas operações de ataque e de assalto às cidades e hostes inimigas.

 

A disciplina e as recompensas

Os soldados humanos estão enquadrados numa rigorosa disciplina em que penas e recompensas se alternavam conformes as faltas e os méritos. Entre as penas, podemos citar: a redução ou privação do soldo e da participação na presa de guerra, o açoite, a degradação e a decapitação. Entre as recompensas, podemos mencionar: elogios, condecorações, braceletes, coroas e outros distintivos.

 

A hierarquia Os graus da hierarquia militar no exército humano são, em linhas gerais, os seguintes:

Generais

Coronéis

Majores

Capitães

Tenentes

Sargentos

Cabos

Soldados

 

Os soldados “diferentes”.

 

Ladinos, Rangers, Bárbaros, Paladinos, Magos e Clérigos possuem vantagens especiais em um exército convencional. Clérigos, quase sempre, são recrutados para agirem como líderes – sargentos ou oficiais médicos. Sua capacidade de inspirar e de favorecer soldados em campos de batalha são muito apreciados.

Em exércitos “bondosos” paladinos são a escolha ideal para líderes em campo, tanto por seu elevado carisma quanto a sua capacidade de Liderança.

Rangers e Bárbaros atuam como batedores, ou soldados especializados em agir onde o exercito convencional não surte efeito. Luta de guerrilha e assaltos rápidos normalmente são obras desses homens selvagens.

Magos são poder de fogo. Um mago poderoso pode mudar os rumos de um campo de batalha com a sua simples presença. Armas mágicas como Balestras elementais só podem ser operados por magos artilheiros.

Ladinos trazem a informação e a discórdia nos campos de batalha. São assassinos, sabotadores e infiltradores capazes, e alguns dos melhores snipers que se tem notícia.

 

Infiltrador Humano

ND 3; Tamanho Médio; DV 3d6; PV 10; Inic. +0; Desl. 9m.; CA 12; Ataque +3 corpo-a-corpo (1d6/ 19-20 x2), ou +3 à distância (1d8/ 19-20 x2); SV Fort +1, Ref +3, Vont +1; Alinhamento NE; For 10 (+0), Des 11 (+0), Con 10 (+0), Int 10 (+0), Sab 10 (+0), Car 10 (+0).

Perícias e talentos: Atuação + 7, Equilíbrio +6, Blefar +5, Escalar +4, Ofícios +6, Decifrar Escrita +5, Esconder-se +6, Intimidação +3, Ouvir +6, Obter informação +7, Furtividade +6, Furtar Bolsos +6, Sentir motivação +5, Observar +6, Usar Instrumento Mágico +6; Lutar as cegas, Foco em perícia: Atuação, Foco em perícia: Obter informações.

Equipamento: Corselete de couro obra prima, espada curta obra-prima, besta leve obra prima, 20 setas, adagas de arremesso, capa com capuz.

 

Mago de Batalha – Arcano Tenente

ND 5; Tamanho Médio; DV 5d4; PV 14; Inic. +0; Desl. 9m.; CA 12; Ataque +2 corpo-a-corpo, ou +2 à distância (5d6/ varinha); SV Fort +1, Ref +1, Vont +4; Alinhamento LN; For 10 (+0), Des 10 (+0), Con 11 (+0), Int 13 (+1), Sab 11 (+0), Car 11 (+0).

Perícias e talentos: Alquimia +6, Ofícios +7, Conhecimento (natureza) +6, Conhecimento (religião) +6, Ouvir +2, Profissão +6, Identificar magia +7, Observar +2; Prontidão, Fazer Poção, Aumentar Magia, [Escrever Pergaminho], Resistência.

Equipamento: Anel de defesa (+2 CA), Varinha de bola de fogo (10 cargas), besta leve obra prima, 20 setas, cajado, capa com capuz.

 

Capitão – Paladino Humano

ND 5; Tamanho Médio; DV 5d10; PV 41; Inic. +0; Desl. 9m.; CA 18; Ataque +7 corpo-a-corpo (1d8+2/19-20 x2), ou +5 à distância (1d6+2/ 19-20 x2); SV Fort +5, Ref +2, Vont +3; Alinhamento LG; For 12 (+1), Des 11 (+0), Con 10 (+0), Int 10 (+0), Sab 12 (+1), Car 12 (+1).

Perícias e talentos: Tratar animais +8, Saltar +2, Conhecimento (religião) +4, Ouvir +1, Cavalgar +7, Procurar +1, Observar +3; Líder Nato, Corrida, Foco em Arma (espada Longa).

Equipamento: Armadura completa, Espada Longa obra-prima, Arco Longo composto, 10 flechas, 2 poções de curar ferimentos leves, Lança, Cavalo de batalha leve.

 

 

Anúncios

3 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Rhuan Gabriel
    out 29, 2014 @ 19:29:41

    Valberto, muito legal essa sua postagem!! Me ajudou bastante!
    Mas para complementar o que acabei de aprender contigo, eu gostaria de saber com que idade um camponês ou civil poderiam ser soldados.

  2. valberto
    out 29, 2014 @ 20:59:24

    Não existe certo uma regra para idade. normalmente o soldado pode ser recrutado quando atinge a maior idade. você deve ter em mente que naquela época não havia adolescência. As pessoas passavam diretamente da infância para a juventude. Assim eu chuto algo em torno dos 16 ou 14 anos

  3. Rhuan Gabriel
    out 29, 2014 @ 21:07:51

    Valeuu…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: