As desculpas mais esfarrapadas que eu recebi este ano

 

Dizem que ser mãe é padecer no paraíso, mas ser professor é queimar no mármore do inferno! Para provar o que estou dizendo separei algumas das desculpas esfarrapadas mais estapafúrdias que recebi este ano. Algumas delas são até plausíveis, mas a grande maioria não serve nem para tocar fogo.

É bom salientar que a culpa é sempre de alguém/alguma coisa e não do aluno.

 

10. Era para hoje?

A clássica. O aluno alega desconhecer a data de entrega do trabalho e pede um prazo extra. Mas professor, o trabalho não é para a semana que vem? Puxa o meu está quase todo encaminhado, só falta mesmo digitar, tabular, fazer a capa, imprimir, e grampear.

9. É culpa de São Pedro

É incrível como esse santo é culpado por tudo. Puxa professor, eu moro numa zona da cidade que alaga muito. Não deu para ir à biblioteca fazer o trabalho porque estava tudo alagado. Ou: puxa professor, eu fiquei sem internet por causa da chuva e não deu para fazer a pesquisa. Ou mesmo: ah professor, o trabalho estava pronto, lindo com capa e tudo mais. Mas deixei a janela aberta e molhou tudo. Vou ter de fazer tudo de novo.

8. Eu faltei no dia que o senhor passou este trabalho.

É outra que é bem comum. O aluno alega que faltou no dia da solicitação do trabalho. E depois ele afirma, de pés juntos e carinha de anjo, que ninguém passou a informação para ele.

7. O meu/minha (coloque aqui alguma coisa/alguém) morreu.

Todo aluno tem pelo menos 4 bons parentes para matar: avós paternos e avós maternos. Matar tios e tias é mais arriscado – a não ser que eles morem lá nos cafundós de Judas. Ah professor, o tio Oswaldo morava em Picos, na Paraíba, morreu mas passou muitos anos morando conosco. Fiquei realmente abalado com a morte dele. Matar os pais não rola – é muito arriscado. Uma variante adequada é matar um bicho de estimação. Puxa professor, aquela gata siamesa estava na família desde que eu tinha seis anos! Dormia até na minha cama. Tinha de ver que coisa mais gracinha…

6. Fiquei doente…

A criatura tem o dom de ter ficado doente – sem qualquer atestado médico – por uma semana ou mais, caindo de pára-quedas no meio da aula, com aquela cara de quem acaba de fugir do hospital. Professor foi uma virose que só vendo. Não agüentava pegar numa caneta. A cabeça doía o tempo todo.

5. O computador deu pau.

Nesta era de informática o computador é uma das desculpas mais plausíveis que existe, todo mundo que tem sabe que o danado pode ser genioso quando quer e daí não adianta nada que o trabalho foi todo para os quintos dos infernos dos bytes perdidos. Mas os alunos alopram: poxa professor o pendrive/disquete não abriu, ou acabou a tinta da impressora, ou deu vírus e apagou tudo…

4. A culpa é do colega de equipe.

Quando o trabalho é de equipe tem sempre um bode expiatório. É que nem na vida real, se você pensar bem. É sempre tem um elo mais fraco que os outros apontam. Poxa, professor, o senhor não vai acreditar… a Aninha não trouxe a cartolina, logo não pudemos fazer o trabalho. Ou então: poxa professor o trabalho está pronto com o Gilson e ele não veio hoje. Podemos entregar na semana que vem?

3. Meu cachorro comeu.

Uma das menos verossímeis é por a culpa no seu bicho de estimação. O clássico e desgastado “meu cachorro comeu” não engana ninguém.

2. Ele estava aqui um minuto atrás.

O aluno alega que sua mochila é uma espécie de triângulo das bermudas para trabalhos que têm de serem entregues hoje. Ele jura que o trabalho estava ali. Perdeu-se para sempre. E a nota também.

1. O meu irmão riscou/rasgou tudo.

Uma das variantes de por a culpa nos outros é por a culpa nos parentes mais jovens. Puxa professor, minha irmã catou o trabalho e riscou/rasgou tudo. Preciso de um prazo extra para refazer tudo.

 

Anúncios

11 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Arquimago
    dez 02, 2009 @ 15:01:41

    Eu me formei, mas não peguei classe ainda, até vejo eu ouvindo coisas piores…

  2. valberto
    dez 02, 2009 @ 18:34:03

    Existem. Em certas escolas públicas o garoto chega para você e diz: e aí fêssor, eu num fiz o trabalho, ceeeeeeeeeeeeerto? Posso entregar semana que vem? É que rolou uma treta aí, tá sabendo e o lance pesou pro meu lado saca? Não quero que pese pro seu também…

  3. Fabio Carvalho
    dez 02, 2009 @ 19:07:51

    É vero! tem também aquela: “olha professor fazer eu fiz, mas esqueci em casa, amanha eu trago sem falta!”

    Só comédia… :)

  4. Arquimago
    dez 03, 2009 @ 10:09:24

    Algo me diz, que é bom não pesar… ou é só blefe?

  5. valberto
    dez 03, 2009 @ 11:00:38

    Com o tempo vc aprende a separa o que é blefe do que é the real deal.
    Meu conselho é: seja amigo de todo mundo.

  6. Gilson • RPG • Educação
    dez 23, 2009 @ 15:03:08

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

    GilsohoohOHohahahahahaha!!!

  7. matheus
    abr 19, 2010 @ 20:09:01

    eu ja dei uma desculpa que meu cachorro comeu o tonto do professor acreditou e deixou um dia extra

  8. valberto
    abr 20, 2010 @ 17:11:31

    Matheus, posso estar errado, mas acho que sue professor teve pena de você. ..

  9. amanda
    ago 10, 2010 @ 16:36:08

    Meeu..Eu jaah faleei pro profee q meeu irmão peguoou e rabiscou tdoo..Seendo q eu nãaum teenho neenhum irmãao..shuahsuahsua’

  10. Nessa
    set 05, 2011 @ 20:26:36

    Na minha sala isso não acontece, tá acontece, mas somente em casos extremos. Normalmente os alunos tentam fazer o trabalho na aula de outros professores. Um dia eu tinha esquecido de um trabalho de geografia e consegui fazer no tempo de história (bendito trabalho em grupo, sorte que eu já tinha feito a minha parte) e entreguei pra prof.ª, foi em folha de papel almaço, com todas as respostas do questionário certinhas, então ela nem deve ter desconfiado.

  11. Carlos Eduardo Cruz
    jun 09, 2012 @ 11:28:33

    Adorei sue texto!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: