Quando o inenarrável ocorre

Quando o inenarrável ocorre

É inevitável. Por mais que o narrador avise, dê toques, dê toda a forma de alerta o inenarrável ocorre de tempos em tempos. E o que é o inenarrável? O bom e velho TKP, oras.

Se você já lê o meu blog a algum tempo vai saber que eu já tratei desse assunto antes. Sou contra o TPK porque ele é uma forma de desestimular os jogadores. Raramente ele consegue ser usado como uma ferramenta para conduzir o jogo.

Para quem não sabe TPK ou Total Party Kill (também conhecida como “Wipe Out”) é um termo coloquial muito usado em jogos de RPG, quando, em um único encontro todos os personagens jogadores acabam mortos. Enquanto que muitos jogos permitem que os personagens sejam ressuscitados de alguma forma , um TPK normalmente decreta o fim de uma campanha, ou que os jogadores devem fazer personagens novos – ou mesmo ambos de acordo com o que aconteceu.

O TPK normalmente nascem de situações que gradualmente vão se transformando, passando de aceitável para mortal. Normalmente o TPK surge de uma série de pequenos elementos que, sozinhos, não são um grande risco, mas que combinados passam a serem letais.

Interessante ressaltar que grande parte das TPKs que eu presenciei não se dão “no último e decisivo encontro da aventura” e sim em algum encontro aleatório do meio do jogo. Em outros casos, os jogadores só percebem a periculosidade da situação tarde demais. Outras vezes é culpa do Narrador que simplesmente não soube conduzir os eventos da aventura colocando um desafio MUITO além do poder dos jogadores, como um Dragão Ancião todo poderoso para personagens de 1º nível.  Isso quando a culpa não é dos dados que resolvem sair resultados horrendos.

Isso quando não é o jogo que força você a um TPK ou a um quase TPK. É o caso de jogos do estilo Horror, onde a morte ronda os personagens com muita facilidade.

Mas o que fazer depois de um TPK? Bem opções para campanhas é que não faltam. Alguns suplementos de D&D 3e trabalham justamente esta questão, como é o caso do Ghostwalk que trás informações de campanhas alternativas quando os jogadores passaram dessa para melhor.

Então que tal listar uma série de boas opções que podem levar seus jogadores “desta para melhor” para algo pelo menos diferente?

– Os jogadores não estão realmente mortos. Eles estão apenas “fora de seus corpos”. Eles podem interagir minimamente com o mundo e precisam descobrir um modo de voltar para o corpo deles antes que os mesmos sejam cremados.

– Os jogadores foram abençoados com um tipo de reincarnação instantânea e agora precisam administrar as velhas memórias nos novos corpos.

– Os jogadores retornam como mortos-vivos: esqueletos, zumbis, carniçais, e até mesmo liches. Basta aplicar as regras de conversão de criaturas comuns para os mortos-vivos.

– os jogadores foram ressuscitados por um grupo secreto. Eles não podem mais se apresentar para o mundo com suas antigas identidades e tem de aprender a viver nas sombras, trabalhando para a misteriosa organização que os salvou.

– Os jogadores podem ser realmente ressuscitados, mas a um custo de estarem presas em corpos modificados ou contemplados com terríveis deformações.  Eles podem ser transportados para o reino dos mortos onde terão de batalhar ou mesmo barganhar a sua saída de lá.

– Não faz muito tempo eu li uma aventura de um colega meu que exigia mesmo um TPK.  A verdadeira aventura, dos personagens saindo do inferno e atravessando o caminho celestial até as orbes superiores é que era a verdadeira campanha. Não vou dizer que ela foi completamente chupinhada de Dragon Ball Z, na parte do Goku no outro mundo pelo caminho da serpente, mas foi mais ou menos isso que aconteceu.

Então, quando o TPK acontecer, relaxe e escolha o destino de sua mesa. Enfim, não deixe seus jogadores descansarem em paz.

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. Arquimago
    abr 22, 2010 @ 17:21:05

    “Enfim, não deixe seus jogadores descansarem em paz.”

    huahuahua que maldade, mas faz sentido o jogo tem que continuar, por mais triste que seja a situação!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: