Personagem do Jogo do Kinble

Para quem não sabe – não acho que realmente seja um segredo, o Kimble, do fórum da Jambô montou um Play-by-Fórum de Mutantes e Malfeitores 3ª Edição.

O nome é DC Beyoond.

Segue a ambientação, conforme está no site:

O jogo começa em 2057, 15 anos após o fim da série Batman do Futuro (Batman Beyond). Vários heróis se aposentaram e novos personagens surgiram para servir como sucessores.

Decidi usar essa idéia porque queria manter o jogo no universo DC, mas precisava pegar um período onde tivesse pouca história que os jogadores tivessem que aprender. Além disso, permite criar personagens inspirados em heróis famosos sem que seja necessária a cópia ou o uso de um personagem já estabelecido.

Estou usando uma mistura do universo dos desenhos da época do Batman do Futuro (Batman, Superman, Liga da Justiça Sem Limites) e dos quadrinhos. Vou usar uma mistura dos dois para essa campanha. Por exemplo, Damian chegou a se tornar o terceiro Batman mas Terry foi treinado pelo Batman original.

De novo, tudo para aumentar a liberdade dos personagens sem perder o estilo e características fundamentais do universo DC.

História do Mundo:

2057 é um mundo bem cyberpunk. Os carros voam, as pessoas vivem em grandes cidades com arranha-céus enormes e computadores são algo ainda mais presente no dia-a-dia do que são hoje.

As drogas mais comuns são Venon (derivado do composto que Bane utilizava) e compostos que geram um efeito conhecido como ‘Splicing’, onde a genética do usuário é modificada para adquirir características similares a algum animal. Esse processo provoca distúrbios mentais na maioria das pessoas.

Superman se aposentou depois de ter sido manipulado por anos por uma criatura alienígena. Metrópolis era controlada por Lex Luthor, que havia se tornado ‘Prefeito Vitalício’ na cidade. Os dois desapareceram anos atrás, deixando a cidade sem suas duas personalidades mais famosas. Outro Superman surgiu (Conner Kent) mas ele não mora em Metrópolis.

Local da Campanha:

Metrópolis está decadente. A maioria das empresas estão fechando, a taxa de desemprego é uma das maiores do país e os índices de criminalidade já estão se aproximando de Gotham. Sem o controle queLuthor exercia sobre as organizações criminosas ou a presença de Superman para manter a ordem, a cidade está ficando cada vez mais caótica.

As gangues disputam território, supercriminosos agem livremente e grandes organizações criminosas estão migrando para a cidade. Metrópolis precisa de novos heróis.

Fisicamente, Metrópolis é Nova Iorque com nomes diferentes. New Troy é Manhattan, Suicide Slum é o Harllen, os outros bairros vão seguindo esse padrão. Existem algumas diferenças, como o Centennial Park (Central Park) possuir uma estátua em homenagem ao Superman e outra ao Superboy. Elas são bem pontuais e fácil de ignorar na maior parte do tempo.

Visualmente, ela é uma megalópole cyberpunk. Centenas de carros nos céus o tempo todo, outdoors voadores, a cidade nunca descansa. Computadores estão em todos os lugares e a utilização de robôs é algo comum. Inteligência artificial verdadeira não existe, mas computadores já demonstram complexidade suficiente para conseguirem simular personalidades pré-programadas.

Clima da campanha:

Estou querendo algo de nível de poder mais baixo, próximo de personagens como Arqueiro Verde, Batman e metahumanos de poder mais baixo, como Canário Negro, Homem-Hora ou Sandman. As sessões serão sobre investigar crimes, salvar pessoas e fazer a diferença em nível local. Metrópolis precisa de novos heróis e é esse o papel dos personagens.

Os personagens devem ser heróis no estilo DC. Isso significa se preocupar com os inocentes e não matar.

Boas fontes de inspiração são quadrinhos do Batman, Arqueiro Verde, Demolidor e Birds of Prey. Os personagens devem seguir a tradição de personagens antigos, como um novo Arqueiro ou um novo Asa Noturna. Vou deixar bem aberto a escolha da história e desenvolvimento dos personagens, incluindo aí NPCs importantes dessa história. Quer ser o neto do Asa Noturna com a Lady Shiva? Tudo bem. Quer ser um clone jovem do Bane, que deseja fazer justiça para redimir a imagem do seu ‘pai’? Vai lá.

Cuidado para não criarem personagens parecidos demais uns com os outros. Se todo mundo for igual ao Batman, qual a graça disso? Tentem variar o estilo, fazer pcs que sejam divertidos de jogar e complementem o grupo.

O Meu Personagem:

Indomável (nome provisório)

PL 8 120 pontos

Abilities:
Strength 10, Stamina 11, Agility 1, Dexterity 1, Fighting 4, Intellect 1, Awareness 1, Presence 2

Powers:
Groundstrike Burst Area Affliction 8 (Resisted by Fortitude; Vulnerable, Defenseless), Instant Recovery, Limited Degree, Limited: Both Indomitable and his targets must be in contact with the ground.) 8

Invulnerability Impervious Toughness 10, Immunity 4 (aging, cold, heat, pressure) 14
Super-Strength Power Lifting 2 2 (100 tons)

Leaping Leaping 6 (1800 feet) 6

Advantages:
Attractive, Beginner’s Luck, Eidetic Memory, Improved Grab, Improved Initiative, Luck, Move-by action, Precise Attack (close, cover), Skill Mastery (athletics), Takedown, Ultimate Toughness

Skills:
Athletics 2 (+12), Close Attack (unarmed) 2 (+6), Deception 2 (+3), Expertise (history) 2 (+3), Expertise (pop culture) 2 (+3), Perception 2 (+3), Ranged Attack (Thrown) 4 (+5)

Offense:
Initiative +1

Unarmed +6 Damage 10

Thrown +5

Defense:

Dodge 5 (4), Parry 5 (1) Toughness 11, Fortitude 11, Will 5 4

Abilities 62+Powers 30+Advantages 11+Skills 8+Defense 9=120

Complications:

Namorada Ciumenta: Deana Warrigton (o pai dela é um supervilão)

Identidade Secreta

Temperamento Ruim (Irrita-se com facilidade, cabeça-quente)

Quirks: Gosta de jogos antigos, Coleciona itens de outros super heróis.

Resolvi fazer a ficha em inglês, uma vez que só tenho informações do sistema neste formato.
Este é um modelo do que eu imagino seja uma bom Powerteen, feito para socar os outros. Eu não quis dar-lhe feitos de combate porque o seu conceito é que, como um herói, ele é inexperiente e Talentos combate deve ser reservados principalmente para os lutadores treinados e experientes.

O nome civil dele é Tommy Summer. Ele é filho de Bobbi “Blade” Summer (http://www.worldsfineston…om/WF/beyond/bios/blade/ ) e Miguel Diaz (http://www.worldsfineston…m/WF/beyond/bios/miguel/ ), embora Bobbi tenha escondido este fato dele. Se antes era uma badalada aluna do segundo grau, hoje Dra. Summer é uma das advogadas de defesa mais requisitada de Metropolis.

Tommy é um garotão despreocupado e que recentemente vem sentindo estranhas mudanças. Ele descobriu que tem talento para futebol. E está gostando disso.

Roleplay:

O som do despertador não parou nos últimos 3 minutos. Thomas Scott Summer finalmente se deu por vencido e sentou-se á beira da cama. Sabia que em menos de uma hora deveria estar na escola. Ao lado da cama, uma gigantesca “plasma tela” mostrava o sol nascer em alguma fazenda ensolarada. “Desligar”, foi tudo o que ele disse antes de ir para o banho.

Descendo as escadas Tommy ainda pensou em gritar pela mãe, mas ela nunca estava. Como sempre, em cima da mesa estava o pacote de cereais e o leite esquentando. Na geladeira um holo-transmissor. Ele ligou e a imagem da mãe tremeluziu em cima da mesa, com 30cm de altura. “Querido, tive de ir a Gotham falar com o senhor McGuinnes sobre a venda da mansão Wayne. Devo estar de volta em um dia ou dois. Tem dinheiro no cartão. Seu amigo Dave ligou. Algo sobre um novo curso ou coisa assim. Deana ligou também. Tommy, sabe que eu não gosto daquela menina”. O cenho da mãe franziu por alguns segundos e depois voltou a sorrir. “Sabe que eu te amo e não se atrase para a escola”.

Tommy não poderia dizer que a vida era ruim. Tinha uma casa confortável a poucas quadras da escola. Gostava de ajudar os outros e agora ele tinha mais um motivo: desde que voltara da casa do avô naquelas férias as coisas estavam diferentes. Quem poderia imaginar que ele tinha um super herói na família? A avó nunca lhe disse, é verdade, mas pelo baú que ele encontrou no sótão não tinha dúvidas que seu bisavô tinha pertencido à Liga da Justiça. Seu bisavô era nada mais nada menos que Albert Rothstein, o Atom Smasher! Não sabia porque sua mãe ou sua avó não tinham herdado suas incríveis habilidades, mas ele tinha.

Claro, não tinha os mesmos poderes que seu bisavô, mas a seu modo não era nenhum fracote. O alarme soou de novo e ele correu para a escola, rezando para que Deana não desse mais nenhum ataque de ciúmes…

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. anaobatedor
    set 05, 2010 @ 12:26:52

    Eu to acompanhando o desenrolar da historia. Falando nisso tenho que voltar a ler novamente o que ta rolando na historia.

    Basicamente eu conhecia um pbf , mas não vi um em pratica ate o momento sobre M&M. Estar ficando interessante o jogo de vcs.

    Por acaso vcs pretendem usar imagens pra imostrar cenas , bandidos e esses tipos de coisas????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: