Simplicidade

Mantenha-se simples

Uma das coisas que eu mais gosto nos novos sistemas de RPG que venho experimentando é a simplicidade. Por favor, não confundir simplicidade com simplorismo. Simplório é o RPG que oferece uma resposta “meia boca” para qualquer coisa que aconteça. Quer pular este penhasco? Testa Habilidade. Quer esquivar do ataque do monstro? Testa Habilidade. Quer voar? Testa habilidade. Quer fechar a gaveta e jogar a chave dentro? Testa Habilidade. Quer domar o dragão? Testa Habilidade… Não. Simplicidade é ter um sistema que você não precisa pensar nele para que as coisas aconteçam.

Imagine por exemplo os jogos e videogames modernos. Quantos deles precisam de processadores fantásticos para fazer as coisas? Todos. E quantos deles são divertidos sem que você tenha de aprender a dominar pelo menos uma dúzia botões diferentes e comandos estranhos? Quando eu vi o controle do Xbox pela primeira vez eu pensei que precisava de um curso de operador de PABX para poder usar. Qual não foi a minha surpresa ao perceber que os melhores jogos exigiam MUITO pouco de todos aqueles botões? É uma analogia que não faz muito sentido para quem não joga Xbox , mas para quem joga vai fazer todo o sentido.

Então o que vem a ser um sistema simples? É um sistema que não dá trabalho de preencher a ficha e cuja mecânica seja bem bacana. Pense storyteller 2ª edição. É o sistema mais intuitivo. Você tem bolinhas e pinta bolinhas na ficha. Acabou as bolinhas? Acabou de fazer a ficha. E fica muito simples: se você tem Destreza 3 é mais ágil do que alguém que tem Destreza 2 e menos ágil do que um cara que tem Destreza 5. Se você tem armas de fogo 3 você atira bem; se tem armas de fogo 1 tome cuidado para não balear o próprio pé.

Não sou afeito de jogos que são complicados. Minha primeira e única partida de rolemaster foi um desastre. Eu era um hobbit ladino. Usava uma adaga e uma funda. Durante um combate com um urso eu me vi sem pedras de funda e peguei uma moeda de ouro e usei como munição. O mestre passou mais ou menos 15 minutos consultando as tabelas para dar o resultado: eu havia matado o urso porque o meu ataque quebrou a bacia dele. Eu não entendo como isso aconteceu ainda hoje e desafio qualquer uma explicar – tem de fazer sentido.

Hoje alguns jogos tentam se simplificar. D&D tentou mas no processo adicionou coisas demais e ficou muito complicado de jogar. O novo gurps parece promissor, mas não é nada execpcional: continua muito matemático para o meu gosto. O próprio 3.5 deixou de ser atrativo a medida que eu saía cortando itens que não ajudavam em nada a sua funcionalidade (manobra de agarrar, ataque de oportunidade, rodada surpresa….)

Hoje me encanto realmente com sistemas que precisam mais de um boa dose de roleplay do que de uma mãozada de rollplay. É como diz o meu amigo Sílvio:  a vida é muito curta. Jogue pelado.

Anúncios

6 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Coisinha Verde
    set 30, 2010 @ 22:20:42

    Mighty Blade!
    \o/

    hehehe

  2. Arquimago
    out 01, 2010 @ 14:46:47

    Concordo com os dois!

    Cara também busca essa simplicidade, mas tem vez que regras mais robustas são bem vindas.
    Gosto do GURPS por isso, seu núcleo é simples de verdade, mas se eu quiser complicar e viajar em cálculos eu posso ^^

    Porem o espírito do século é beeem narrativo, mas o manual dele é um saco! Cara eles tentam exemplificar cada teste de narrativa, coisa que era para ser simples e subentendido.
    Acho que para quem sempre segui livros se regras ao pé da letra deve ser muito bom para fazer a transição.
    É por isso que falam bem do Diasporá, é o mesmo sistema do EdS o FATE mas explicado do jeito certo.

  3. Ricardo Foureaux
    out 01, 2010 @ 15:30:32

    Grande post! Concordo em gênero, número e grau.

  4. Torkuato
    out 02, 2010 @ 04:24:48

    D&D é o melhor RPG com certeza. Estou narrando A Cidadela sem Sol. Storytelling…? Bá, eu tenho medo.

  5. Pipoca
    out 02, 2010 @ 04:25:46

    Vai ler guri!

  6. Gilson • RPG • Educação
    out 02, 2010 @ 13:14:10

    Um dos motivos que me levaram a criar meus sistemas, ainda que sejam amadores, além do nome do meu blog.

    Sentia falta das postagens opinativas.

    Gilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: