Arkanun

RPG “Velha Guarda”

 

Estava pensando aqui que RPG poderia representar para mim verdadeiramente o efeito “velha guarda” que parece estar assolando algumas produções do gênero no Brasil e no mundo. Como? Vai dizer que você nunca ouviu falar dos famosos “retro-clones” do D&D original ou encarnações com o jeito “valha guarda” de jogar como é o caso do Old Dragon?

Pensei e cheguei a duas conclusões. A primeira é que eu não tenho muita paciência para aprender um sistema “novo” com características quebradas dos sistemas velhos – que eram essencialmente muita regra com pouca interpretação. É um dos motivos de eu ter deixado o Old Dragon de lado. Eu simplesmente não queria aprender a jogar D&D de novo.

A segunda é que se eu fosse me enfiar nessa história de velha guarda eu jamais trabalharia com D&D. D&D é épico. E isso, desculpe, não combina com a minha idéia de “velha guarda”. O sentimento está muito mais para “porra, posso morrer a qualquer momento” do que “porra, posso matar o que eu quiser”. E me enfiando nessa de velha guarda, o único RPG que me remete a essa sensação é o Arkanum.

Para quem não sabe, Arkanun é um livro de RPG lançado pela Daemon Editora. Uns dos primeiros cenários brasileiros de Horror. Publicado pela primeira vez em 1995, pela então editora Trama, contou ao longo dos anos com diversas edições. Eu só consegui o livro em 1996 e me tornei um fã automático.

Arkanun é um jogo de RPG ambientado na Europa Medieval, por volta de 1300 e seu enredo envolve as conspirações Templárias, a Guerra contra a inquisição, Magos, Bruxos, anjos e Demônios em um cenário de aventuras com um pouco de clima de horror.

Eu me lembro do sentido de opressão que o livro trazia. Você tinha mesmo medo do desconhecido, do sobrenatural. Cada momento da aventura poderia ser o último. O Livro transbordava com aquela sensação de “este lugar é feio, sujo, escuro, mal encarado e foi esquecido por deus”. Minha xerox está solta em algum lugar da minha estante. Autografada. Sim, eu tive a tremenda cara de pau de pedir para o autor que autografasse uma xérox do seu livro.

Existe uma série controvérsias a respeito deste livro, desde ele ser uma cópia do Ars Mágica, passando por uma cópia do Kult e até uma cópia do sistema de CoC. Independente disso na década de 90 o livro ajudou a popularizar o RPG no Brasil. Ele deve ter sido o primeiro RPG de tema mais sério do Brasil – feito por autores brasileiros – a ser vendido em bancas, no formato de “Dragão Brasil Especial”. Folhear o livro hoje é voltar ao tempo que Evandro Gregório estava começando os seus trabalhos e que todo “core” do sistema estava preso em menos de 40 páginas.

Hoje eu guardo minha xérox mais por uma questão sentimental. Muitas partes foram apagadas pelo tempo, depois de 14 anos de bons serviços prestados. Mas, se eu começasse hoje uma campanha de RPG medieval, seria com o sistema Arkanun daquela época.

Quem sabe eu não faça isso.

 

Anúncios

10 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Talude
    nov 03, 2010 @ 00:26:36

    Vc tem preferência por alguma das edições, Valberto?

  2. Pablo
    nov 03, 2010 @ 09:00:25

    Olha bizarro isso de pedir pro autor assinar sua xerox….
    Agora pq vc não recria o Arkanun como ele era naquela época, sempre achei o sistema meio embolado e odeio aquela tabela de resolução, a daemon deixo o rpg de lado a muito não temos nda da editora, se vc fizesse um retroclone do Arkanun eu te ajudo, conheço bem o sistema as regras e tenho uns esboços de alterações e simplificações destas…
    meu email (e tbm msn): pablo_sephiroth_@hotmail.com

    se se interessar, tem muito material por aí q podemos usar, o próprio sistema é licença aberta….

  3. Arquimago
    nov 03, 2010 @ 09:31:14

    Acredito que “velha-guarda” tem muito mais a ver com sistemas que os “mais velhos” de hoje jogaram e tiveram boas lembranças do que com D&D, é que muitos jogaram D&D e se tiveram com ele.

    Já que é da mesma editora é Trevas?

    Foi meu primeiro RPG por causa dele conheci o GURPS (ebá!), mas quase não joguei, me arrastaram logo para o D&D e Vampiro: A Mascará….

    “Velha Guarda” vai estar presente quanto tempo? E o cenário nacional crescendo novamente, quando virá com um “nova guarda”?

  4. valberto
    nov 03, 2010 @ 17:04:39

    Olha eu acho que a velha guarda vai estar presente enquanto os jogadores que viveram aquele momento existirem e estiverem dispostos a jogar. É que nem o pessoal que curte “The feveres”, os “Pholhas” e “Renato e seus Bluecaps”

  5. valberto
    nov 03, 2010 @ 17:05:19

    Sim. Sou apaixonado pela estrutura enxuta do 1° livro.

  6. valberto
    nov 03, 2010 @ 17:14:15

  7. Pablo
    nov 04, 2010 @ 09:05:58

    Eu não tenho facebook não véio, mas ainda assim continuo interessado em mexer no arkanun/sistema daemon, comecei fazer isso uma vez no forum da daemon, abri um tópico e tdo diretinho, mas tipo eu postava uma regra simplificada ou alternativa, aí vinham os puritanos e trollavam, ai eu peguei e sai de lá, horrivel a experiencia…
    Agora o que vc falou valberto do old school e da sensação q o arkanun passa é verdade concordo plenamente, sempre senti as mesmas coisas em relação ao ded e daemon…

  8. valberto
    nov 04, 2010 @ 12:25:34

    É que no face tem o pessoal que vai trabalhar nisso. uma big equipe

  9. Lincoln
    nov 17, 2010 @ 17:24:26

    Velho, é mto bom mesmo o livro, eu tenho ele em perfeito estado em casa, show de bola, estou pensando em uma campanha com ele no momento…

  10. Ren
    nov 05, 2017 @ 07:26:33

    Daemon é lixo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: