Desafio RPG – Dia 04

Aquele joguinho que você joga, mas ninguém sabe.

Eu sou um cara sem muitos segredos, especialmente quando o assunto é RPG. Não faço questão de esconder os meus gostos. Mas neste caso vou confidenciar que curto um estilinho de jogo meio fora do comum. A temática dele é muito legal, mas não é qualquer pessoa que está pronto para jogar. Eu gosto muito da tendência “furry” no RPG: animais antropomórficos. E em todo o universo que vai desde Iron Claw até Furry Pirates, destaca-se Usagi Yojimbo RPG, ainda feito para Fuzion. É um sistema sujo e mortal, mas conta com uma ambientação loucamente divertida.

Era isso. Com essa postagem dupla de hoje eu resolvo o problema do atraso e me preparo para o post de amanha: o personagem com o qual mais me identifico.

Anúncios

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Loco Motive
    maio 03, 2011 @ 17:47:30

    Aoô, Betão. Bão sô?
    Pois então, tô seguindo seu desafio lá no nosso blog também. Achei muito legal a idéia. Tá sendo divertido.
    Abraço.

  2. André Natali
    maio 03, 2011 @ 18:51:21

    Valberto, vi o que está rolando desse Desafio RPG e quis responder também enquanto reativo meu blog e me acostumo a escrever publicamente =)

    abraço!

  3. Bruno Cobbi
    maio 06, 2011 @ 18:02:18

    Usaji Yojimbo rulex!

  4. Observador
    maio 10, 2011 @ 17:14:47

    Eu ando lendo tantos sistemas, jogo alguns.

    Alguns RPGistas ficam na síndrome: Sistemas de RPG que um dia irei jogar.
    Ás vezes o cara não joga por falta de jogadores.
    Alguns desses sistemas que não forem tão complexos podem ser jogados on line, tipo pelo RRPG Firecast, por exemplo.
    Também funciona você simular as mecânicas do sistema sozinho, fazendo vários chars e fazendo “lutinha” para vê como é na prática.

    Uma pergunta surge depois de ler tantos sistemas : Dá para se julgar o potencial e qualidade de um sistema somente lendo-o ?

    Resposta minha: Alguns sistemas dá para se ter uma boa noção lendo-os, mas alguns só jogando mesmo, e quando digo jogar não é uma sessãozinha mixuruca não, digo jogar várias sessões em torno de 4 horas cada ( entre 5 a 10 sessões).
    Outra coisa importante é procurar ter mente aberta e não levar preconceitos sobre o sistema quando for joga-ló.

    Por exemplo se você odeia AD&D sem nunca ter jogado ele, e você começa a ler o manual dele com todo esse preconceito, ele será um sistema ruim por tabela somente baseado em leitura.

    Cara como eu vi isso ocorrer com D&D 4E, um bando de mestres da cidade aonde moro esnobava o sistema, tendo lido pouco sobre ele ou até mesmo tendo lido todo o livro do jogador e agregando valor a palavras de pessoas que era contra o sistema.

    Hoje em dia em morro de rir pois vejo esses mesmos mestres depois de ter começado a jogar D&D 4E na prática por muitas sessões mudarem de opinião, tornaram o D&D 4E seu sistema primário.
    Somente ler o Livro do jogador de D&D 4E você não irá conhecer esse sistema.

    Trecho tirado de um blog :

    “Acho que vi no Nitro falando que “Todo o sistema é horrivel pelos primeiros seis meses de vida”. O João da Moonshadows me disse que o 4ed vende muito e sua aceitação foi otima.
    Eu li, não gostei, mas deve ser bom! ”

    Uma frase que para mim define o D&D 4E : Os Cães ladram, mas a caravana continua andando !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: