Buscando inspiração para jogos medievais

Em busca de boas ideias

Os filmes e séries medievais estão bombando. Isso é um fato. Mesmo os que não são tão medievais assim estão bombando também. Desde mini-séries como Roma, Spartacus, Guerra dos Tronos, e filmes como Caça as Bruxas, a busca por Gollun, Thor, Em Nome do Sol. E quanto mais eu vejo esse material mais eu percebo que eu ainda tenho muito a aprender quando o assunto é fantasia medieval, mesmo depois de jogar a mais de 20 anos no estilo.

Especialmente quando o assunto são aventuras. Eu nem estou falando de usar cenários comoWesteros ou a Terra Média. Estou falando de ótimas idéias de aventuras. Pegue por exemplo o excelente filme “Caça as Bruxas” com Nicolas Cage. A ideia é bem bacana: dois soldados cansados da guerra são chamados para uma última missão em nome da Igreja. Levar uma menina estranha, acusada de bruxaria, para ser julgada num mosteiro 300 léguas dali. Praticamente cada cena da aventura poderia ser convertida facilmente para um encontro de aventura.

E com tantos sistemas e subsistemas medievais aflorando atualmente, nenhum mestre pode dizer que esta ficando sem ideias. Mesmo que você não tenha acesso a estas mídias diretamente, pode usar outras fontes para boas idéias. É o caso de jogos como God of War I. A idéia é bem bacana: a cidade de Atenas esta sendo atacada por uma versão gigante de Ares, o deus da Guerra, e por seus servos: minotauros e medusas, além de arqueiros e soldados mortos-vivos e outras bestas. Um grupo de valentes aventureiros tem pouco tempo para encontrar o templo de pandora, nas costas do titã Cronos. Lá eles devem vencer os desafios do templo e conseguir a caixa de pandora, a arma definitiva que os permitirá derrotar Ares e salvar a cidade. Troque agora Atenas por Waterdeep, Ares por Surtr o senhor de todos os gigantes do fogo, Minotauros e Medusas por Hellhounds e outras feras relacionadas com fogo e voilá: aventura instantânea. Provavelmente seus jogadores nem vão perceber.

Você ainda pode adicionar mais algumas coisas: durante a aventura Kratos, digo, os aventureiros recebem intervenções, auxílios e outras coisas dos deuses. Pode ser o caso de Thrym, deus dos gigantes de gelo, senhor da magia, e do frio, que quer derrotar o irmão sem sujar as mãos, ou mesmo Corellon Larethian, Tyr ou qualquer outro que tenha tido o seu templo esmagado pelos45 metrosde altura de Surtr.

Como você pode ver, boas idéias não faltam. Pegue seus dados, alguns monstros e mãos á obra.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: