Lançamentos e Opiniões – 2012

Faz alguns dias o meu amigo Talude postou no seu blog um apanhado de todos os lançamentos de RPG para o ano de 2012. Veja completo aqui. Adoro as postagens do Talude, sempre informativas e confiáveis. É muito bom dar uma passada lá de vez em quando para ver o que é que há de novo.

Entre os lançamentos das grandes companhias do ramo podemos citar a Devir com o D&D 4E, e o mundo das trevas; a Jambo com Mutantes & Malfeitores, Tormenta e Dragon Age; a Daemon disse que o mercado está em crise não vai lançar nada esse ano (voltamos a isso depois). As editoras menores trazem lançamentos indies como é o caso da Redbox, Retropunk GD, Secular e Coisinha Verde.

Mas o que mais me chamou atenção de tudo isso foi que, tirando um ou outro livro (Coisinha Verde), não tenho nada a comprar no ano de 2012. Nada ou quase nada me chamou a atenção. Não me vejo como o comprador de nada de que está sendo anunciado. Simplesmente não acende o meu fogo, não desperta meu interesse. Desculpe mesmo ao pessoal talentoso do Retropunk e Secular, mas títulos como Espírito do Século, Violentia, Dragon Space, e Fiasco não me atraem em nada. É uma questão de opinião: não consigo gostar da proposta destes jogos. Não quer dizer que não sejam bons, ou que não sejam de qualidade; quer dizer que eu não gosto deles.

Outro ponto que me chamou a atenção foi o fato da daemon não trazer lançamentos de nenhum tipo. Com a efervescência do mercado hoje, dizer que ele está em crise é ser um pouco ingênuo. Ou talvez ele esteja mesmo em crise: a crise do nicho da daemon.

Quem sabe, com a vida mais estruturada de seus profissionais-fundadores em outros ramos de atividade, talvez seja mesmo a hora da editora fechar as portas, deixando o seu incrível sistema aberto para quem quiser explorar suas intensas oportunidades. Acho que a crise da editora é muito mais para o seu estilo de publicações – que foi muito bom e lucrativo no passado, mas que hoje parece perder fôlego entre os livros super luxo da devir e os modelinhos indie despojados em caixinhas.

Mas o fato é que o RPG nacional não está para mim este ano. Ás vezes acho que estou com livros demais nas minhas estantes. Material para vários anos de jogos que nunca foram totalmente abertos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: