Missões de Shadowrun S1E4

De volta ao básico [Infiltração]

Ah, se eu ganhasse um dólar cada vez que eu ouvisse a expressão “vai ser simples”…

Empregador: Paul Smith é um Jonhson da White Caps. Ele se veste com ternos antiquados, tem os olhos espelhados e fala de forma rápida e direta, sem frescuras ou eufemismos.

Sinopse: Paul Smith é um Jonhson em ascensão dentro da área de treinamento. Ex-agente de segurança e especialista em infiltrações ele foi contratado pela White Caps (um exército mercenário particular, nascido de uma cisão dentro da antiga legião Estrangeira) para criar uma instalação de treinamento “o mais real possível”. Os jogadores são convidados para passar pelos testes, numa simples missão de “caçar os bugs no sistema e fazer a calibragem fina”.

Ele contrata os jogadores para testarem as instalações antes da abertura para o púbico da unidade de treinamento.

Os jogadores começarão com testes físicos simples, então passarão para atividades de combate (corpo-a-corpo e depois armado), passando em seguida para atividades mais especializadas, como invadir sistemas, desarmar bombas, arrombar portas, etc. Sendo que o último teste envolve correr por uma pista de obstáculos que reúne o que há de melhor em cenários “baseados em fatos reais”.

Acontece que logo fica claro que as instalações e a sala de controle foram dominadas por runners de uma equipe rival contratados para sabotar as instalações.

Os jogadores devem agora escapar desta armadilha high-tech, e encontrar evidências que acusem a empresa e os runners rivais, limpando suas próprias barras isso é, se eles sobreviverem ao processo.

Notas: Este tipo de aventura serve como uma introdução ao universo de Shadowrun – especialmente à sua mecânica de jogo. Serve para familiarizar o jogador com a mecânica de testes de atributo, de combate e com outros testes especializados.  Os detalhes dos desafios ficam por contra do narrador, mas acho que elas devem enfatizar aquilo que o grupo sabe fazer. Pode ser que seja um cenário clássico de terroristas com reféns contra os jogadores ou mesmo um combate numa selva. Deixe que descubram aos poucos que as coisas estão um pouco reis demais, com munição de verdade sendo cuspida sobre eles e comunicadores que não funcionam. Os sabotadores planejavam desde o primeiro momento culpar os jogadores, mas acontece que eles chegam antes do previsto – daí eles têm de “brincar de gato e rato” agora.

Uma vez que descubram que estão lidando com sabotadores dê aos jogadores opções de como lidar com a situação, seja negociando a sua saída de lá, seja matando todos os inimigos…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: