#RPGaDay, dia 18 – Sistema de jogo favorito.

O que é o sistema? Sistema são as leis da física aplicadas ao cenário do jogo. É o sistema que vai fazer a espada cortar, a arma disparar, vai dizer quem sobrevive depois de cair do alto de uma montanha ou quem tem as maiores chances de enfeitiçar aquele orgro para que ele lute do nosso lado. Assim sendo, o sistema implica num conjunto de regras feitas para por limites plausíveis num jogo de rpg.

As regras é que realmente um dos fatores que diferenciam o rpg do mero faz de conta e evitam muitas discussões comuns em brincadeiras de polícia e ladrão: “ah, eu dei um tiro em você!/mas eu estava usando colete!”. Regras podem ser muitas ou poucas, simples ou complexas, mas no fim não passam de conselhos: diretrizes que você pode seguir ou não.

A conjugação adequada do cenário e do seu sistema é então imprescindível para um jogo divertido. Quantas vezes não somos vítimas de uma péssima conjugação destes dois elementos? Jogos cujos cenários são empolgantes e fantásticos, mas que travam na hora de executar um. Outros casos são de sistemas de regras bem amarrados, intuitivos e balanceados, mas que surgiram atrelados a cenários que eu realmente não gosto. É o caso do sistema daemon. Eu adoro o sistema de regras, mas só fui me interessar pelo jogo depois que surgiram os módulos de anime e supers que saíam daquela pasmaceira de “mundo habitado por criaturas malignas rastejantes negras malévolas do mal”.

Assim sendo fica fácil entender porque o meu sistema favorito atualmente é o d20. Eu o conheço razoavelmente bem e jogo nele desde só-deu-sabe-quando. Uma mecânica razoavelmente simples – depois que se pega a prática—e alguns dos melhores cenários do mercado.

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Lord Vykos
    ago 21, 2014 @ 23:59:11

    Concordo plenamente o sistema Daemon é muito bom para um RPG voltado ainda mais para interpretação, mesmo assim ainda tenho de interferir em seu sistema de criação de personagem, onde se faz um calculo para determina os pontos de pericia, eu prefiro equilibra as coisas dando para todos um numero X de pontos de pericias…

  2. valberto
    ago 26, 2014 @ 09:03:14

    Sempre bom saber dessas abordagens diferenciadas. A pontuação flutua de acordo com a história ou é fixa?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: