Testando Opções com o D&D next

Testando opções do novo D&D – O guerreiro do povo com uma arma enorme

 gsf

Um dos meus maiores passatempos é fazer fichas de personagem, com história e tudo mais. Nunca se sabe quando é que eu vou ter a oportunidade de sentar e jogar numa mesa e tendo esse pequeno estoque de personagens prontos ajuda bastante. E se tudo mais falhar, eu sempre terei algum NPC a minha disposição para apimentar uma aventura.

Pensando em Numenera eu resolvi usar o seu sistema de caracterizar personagens para descrever o personagem. Assim ele ficou como “um forte herói do povo que luta com uma espada de duas mãos”. O resultado final ficou muito bom. Um cara estilo herói do povo, vindo de uma família nobre em decadência (os avós eram nobres em decadência – ele herdou apenas um nome que um dia foi respeitado e famoso). Ele vivia num ducado isolado com a sua família. Treinava com a espada quando não estava trabalhando nos campos. O pai era um mago (já falecido) e sua mãe havia crescido em outras terras (ela é que diz que a família do personagem tem algum título de nobreza menor).

O duque local sempre fora um tipinho miserável, arrogante e covarde. Isso ficou claro em várias ocasiões. Mas foi quando o ducado foi atacado por uma força invasora de orcs, liderada por um ogro, que essa impressão deixou de ser impressão e passou a ser realidade. Ao invés de liderar seus soldados para enfrentar os saqueadores o Duque trancou-se em seu castelo, cercando-se de todo tipo de defesas. O povo que se virasse com a situação. Alguns acamparam nas cercanias do castelo esperando que o Duque abrisse os portões e os acolhesse. Outros fugiram para outras terras e um número bem maior caiu vítima dos saqueadores.

Coube ao herói (estou sem ideias para dar-lhe um nome) organizar a resistência. Depois de enviar os mais velhos e fracos para outras terras mais seguras ele liderou a população numa série de batalhas sangrentas para recuperar a terra. Apesar da dureza da situação o líder dos invasores foi morto em batalha perto do castelo do Duque. Aclamado pelo povo como seu defensor o jovem herói foi forçado a deixar sua terra. Ele tinha descoberto o gosto pela aventura e o pequeno ducado de poucos acres de extensão já não era grande o bastante para ele. O Duque organizou uma festa de despedida para o herói e comemorou junto com o povo a partida do grande defensor. Mas secretamente o duque odeia o jovem, afinal foi ele quem expôs para a população a sua natureza covarde. De tempos em tempos ele contrata assassinos e mercenários para dar fim ao herói de sua terra.

Guerreiro Humano 5

For 18, Des 09, Cons 15, Int 13, Sab 14, Car 11. Iniciativa -1, PV 44 (Fôlego: 1d10+5), CA 16. Ataque Espada de duas mãos +7, dano 2d6+4 (19-20). Perícias: Percepção, Intimidação, Cavalgar, Atletismo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: